Questionamentos da oposição são barrados pela base do Governo

O primeiro pronunciamento do novo líder do prefeito na Câmara, Givanildo Soares de que a relação com os vereadores de oposição seria diferente não tem acontecido como se esperava.
A vereadora Maria do Carmo Piunti protocolou pedidos de explicações sobre ações do Poder Executivo, porém após informações apresentadas pelo líder Giva, os requerimentos foram rejeitados e arquivados.
O primeiro apontamento da vereadora foi com relação a contratação de um profissional “aquarelista” pela Secretaria da Cultura. O líder do prefeito explicou que o contrato não estava inserido no Portal da Transparência, devido a um erro técnico da Conam – Consultoria de Administração Pública: “Peço aos vereadores que votem contrário, pois as explicações estão aqui. Segundo o secretário da Cultura o custo seria mais alto, porém os valores foram negociados e chegou-se a R$ 16,5 mil e não R$ 30 mil como era o previsto inicialmente”, disse Giva.
Outro requerimento rejeitado, a pedido do vereador e líder Giva Soares, questionava o Poder Público sobre a contratação dos shows para as comemorações do aniversário da cidade no último dia 2 de fevereiro.
Giva, líder do Governo, fez questão de apontar que a atual gestão não tem o intuito de esconder nada da sociedade ituana e que tudo está contido no Portal da Transparência: “É necessário esclarecer que não teria como ter três orçamentos do mesmo grupo. A apresentação “Os Filhos dos Caras” foi negociada com o empresário do grupo na região e, neste caso, não se exige licitação. O cachê inicial era de R$ 50 mil, porém foi reduzido para R$ 38 mil. Foram eventos que movimentaram a economia local e apresentaram Itu para a região e o Estado de São Paulo”.
Para a autora Maria do Carmo Piunti, o evento é positivo, porém não é necessário: “Existem gastos com shows musicais e ao mesmo tempo o secretário da Saúde vem a público e diz na audiência que não tem dinheiro para comprar remédios básicos. Vejo os shows como ações sem necessidade. Não podemos é economizar com saúde”, comentou a vereadora. Vale ressaltar, que diferente de outras oportunidades, Maria do Carmo teve o apoio de Reginaldo Carlota e Rodrigo Macruz.