Com 57 casos suspeitos, Saúde altera regras de visitação para conter o sarampo

Em Itu já foram registrados em Itu 57 casos suspeitos de sarampo. Desse número, 7 casos foram confirmados, 8 casos foram descartados e 42 casos aguardam resultados de exames. A única forma de prevenir a transmissão do sarampo é por meio da vacina, aplicada em todas as 16 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, segundo as orientações do Ministério da Saúde.
E desde a última semana, a Secretaria Municipal de Saúde adotou, como estratégia para tentar diminuir a transmissibilidade do sarampo na cidade, novas regras para a visitação de pacientes nos seguintes serviços de saúde: Hospital Municipal, Hospital São Camilo Itu, Unidade de Pronto Atendimento (UPA – 24h) e Pronto Atendimento Municipal (PAM) – Vila Martins.

As regras reduzem o número de visitantes/dia e a duração da visita, considerando que a transmissão do sarampo se dá quando quem contraiu a doença tosse, fala, espirra ou respira próximo de outra pessoa: “O sarampo é transmitido antes mesmo da pessoa apresentar os sintomas da doença. É possível que, nesses serviços de saúde, circulem pessoas que já contraíram a doença e não estão em acompanhamento, por não terem apresentado os sintomas do sarampo. Reduzir essa circulação e o tempo de exposição visa proteger quem está sendo atendido pelo serviço de saúde, quem visita ou acompanha o paciente, e os profissionais de saúde que trabalham nesses locais. Essa medida é momentânea e contamos com a compreensão da população ituana”, esclarece a secretária Janaina Guerino Camargo.

Os grupos de pessoas contemplados pelo Ministério da Saúde nessa intensificação de vacinação contra o sarampo são: crianças na faixa etária de seis a 11 meses (uma dose de vacina sarampo-caxumba-rubéola); pessoas entre 1 e 29 anos de idade (duas doses com intervalo mínimo de 30 dias); pessoas entre 30 e 59 anos de idade (uma dose). Vale destacar que pessoas com 60 anos ou mais de idade não precisam ser vacinadas.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, no período de 19 de maio a 10 de agosto de 2019, o Brasil registrou 1.680 casos de sarampo em 11 estados: São Paulo (1.662), Rio de Janeiro (6), Pernambuco (4), Bahia (1), Paraná (1), Goiás (1), Maranhão (1), Rio Grande do Norte (1), Espírito Santo (1), Sergipe (1) e Piauí (1). Ainda segundo informações do referido Ministério, o coeficiente de incidência da doença foi de 0,80 por 100.000 habitantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s