Ituano perde em casa e fica fora da disputa do título do Troféu do Interior

Mais uma vez o Galo de Itu não avançou por detalhes e agora está definitivamente eliminado do Campeonato Paulista.
Após ser derrotado pelo Palmeiras em casa por uma vantagem de gols que impossibilitou a passagem à próxima fase do Paulista na primeira fase, o Galo novamente deixou escapar em casa a classificação à final do Troféu do Interior.
A Ponte Preta perdia para o São Bento em Sorocaba, resultado que dava a possibilidade ao Ituano chegar à final em caso de um triunfo frente ao Mirassol, em casa, no Estádio Municipal Dr. Novelli Júnior. Mas não foi desta vez.
Sem demonstrar um equilíbrio de jogo, o time de Itu sucumbiu em casa e foi derrotado por 2 a 0 para o Mirassol após mais um ‘apagão’ de 10 minutos.
Com menos de 600 torcedores nas arquibancadas do Novelli, o Galo não teve forças para garantir a vitória.
No primeiro tempo, o Ituano finalizou três vezes com perigo. Uma com Giba e duas com Juninho. Nas três finalizações, o goleiro Ygor Vinhas evitou o gol. Pelo lado do Ituano, Vagner fez duas boas defesas em chutes da entrada da área: “O jogo foi bastante igual. No segundo tempo começamos a crescer na partida porque a gente sabia do resultado de Sorocaba. Nós começamos a nos atirar um pouco mais ao ataque. Isso deu campo ao Mirassol que foi letal nos contra-ataques. Souberam aproveitar as oportunidades do jogo”, lembrou o técnico Vinicius Bergantin. Com a vitória parcial do São Bento contra a Ponte, Ituano e Mirassol precisavam da vitória para se classificar. Quem vencesse, iria para a final. Ao mesmo tempo que os dois times buscavam atacar, as finalizações diminuíram na segunda etapa. O Ituano fez duas. Uma com Júnior Santos outra com Raul. O Mirassol jogava no contra-ataque e desta forma entrou na área pela direita. Raul tentou impedir e cometeu o pênalti. Alison fez 1×0 para o Mirassol faltando 10 minutos. “Era o risco dos dois lados. A culpa é minha. Sabia do resultado e só a vitória nos interessava. Tinha que colocar a equipe mais a frente” reconheceu Vinicius Bergantin. O Mirassol chegou ao segundo gol nos acréscimos com Luis Oyama quando o Ituano estava totalmente no ataque.
O técnico Vinicius Bergatim, estreante na posição de comandante comentou a participação do Galo na competição: “Como na 1a Fase e bati muito nesta tecla dos detalhes. Mais uma vez fomos eliminado nesta situação. Só que devemos ter calma para analisar friamente o Campeonato. Foram vários jogadores lançados da nossa base. Outros que recuperam a carreira aqui e isso é mérito do trabalho do Ituano. O clube se mobilizou desde 1º de novembro, desde a pré-temporada. Fica aqui o meu agradecimento a todos. A diretoria, jogadores, torcida e também a imprensa. Apesar desta eliminação doída, os jogadores compraram a ideia do clube e se doaram ao máximo. No final deste Paulista, somente um técnico vai ficar realmente contente. Os outros 15 vão fazer algum tipo de análise onde errou e onde poderia ter feito diferente” comentou Vinicius Bergantin em seu primeiro Campeonato Paulista como técnico.