Pequeno Arthur precisa de ajuda para custear aparelhos e tratamentos

Na edição de 11 de novembro, o Jornal Agora Itu trouxe uma matéria sobre o Arthur, um menino de apenas 4 anos de idade que nasceu prematuro de 28 semanas e, por isso, sofreu inúmeras complicações pós-parto. Hoje ele precisa de vários tratamentos e aparelhos para seu melhor desenvolvimento e qualidade de vida. Quando a matéria foi publicada, no mês passado, o valor a ser arrecadado era de R$ 57.000,00, no entanto, após isso, o pai do garoto, Luís Rodolpho, entrou em contato com a reportagem para informar que essa meta diminuiu: “Conseguimos o Parapodium (um dos aparelhos) através de um amigo nosso, e encontramos uma cadeira mais barata que é boa para ele, então agora precisamos arrecadar R$ 36.000,00, que é o valor do andador e dessa cadeira. Entre as ações para ajudar na arrecadação, faremos o sorteio de uma churrasqueira que recebemos por doação; e também realizaremos, em 2018, uma festa beneficente, além de um campeonato de futebol com times amadores, que levará o nome do Arthur, e parte das inscrições serão doadas a ele ”, explica.

Entenda a história: Após seu nascimento, Arthur ficou na UTI Neonatal do Hospital São Camilo durante três meses, e nesse período sofreu paradas cardíacas e infecções. Em uma das paradas cardíacas teve hemorragia no crânio, por isso tem hidrocefalia, o que faz com que seja necessário o uso de uma válvula intracraniana para drenar o líquido do cérebro.

Após vinte dias de ter recebido alta, Arthur retornou à UTI no hospital Unimed Salto com pneumonia por broncoaspiração e, segundo os médicos, não havia mais nada que pudesse ser feito. Então foi transferido às pressas para a UTI Pediátrica do Hospital Madre Theodora de Campinas, onde ficou mais três meses tomando diversos antibióticos para reverter uma infecção ocasionada por fungos.

Em decorrência de tudo que passou, ele não anda, possui mobilidade reduzida no braço esquerdo e o tronco não firma sozinho. Tem também dificuldades na fala e é dependente de outras pessoas para praticamente tudo. Ele seria uma criança vegetativa caso não tivesse todo o acompanhamento e a atenção que tem, para o seu melhor desenvolvimento.

Desde seu nascimento, Arthur faz fisioterapia, hidroterapia, terapia ocupacional, equoterapia e fonoaudiologia. Todos esses tratamentos e aparelhos necessários têm um custo alto, por isso toda ajuda é muito bem-vinda.

Para contribuir com o Arthur, entre em contato com seu pai, Luís Rodolpho, através dos telefones: (11) 9.6319-6593 ou (11) 9.4029-3569.