Cidade registra índice positivo de empregos

Depois de fechar no negativo o mês de junho, o mês de julho foi positivo no saldo de empregos formais no município. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados no começo da semana.
A cidade teve 1.411 admissões e 1.329 demissões, resultando em um total de 82 vagas positivas. Houve retração do desemprego também quando a análise é feita com base no ano de 2017: foram 305 vagas a mais.
Nesses sete meses, o setor de serviços foi o que mais empregou: 374 vagas, seguida de indústria de transformação: 193. Construção civil e agropecuária também mais admitiram do que demitiram, com saldo de 40 e 48 vagas, respectivamente.
Já o comércio foi o que mais demitiu com 221 vagas negativas, seguida da administração pública com -86 vagas e serviços de indústria de utilidade pública: -42.

Histórico
Na série histórica de levantamento realizado pelo Ministério do Trabalho, o ano de 2015 foi o pior, com 2.982 vagas negativas. O ano passado também foi de desemprego em alta: 1.108 vagas a menos. Em 2014, foram -1004.
O ano de 2010 foi o melhor, com saldo positivo de 4.102 vagas. Em 2007 o número também foi animador: 3.897. E 2008 também foi de alta no emprego: 3.716. A mudança mais drástica foi de 2012 para 2013, quando de 2.248 vagas positivas caiu para 135.