Retrospectiva 2019 | Obras, inaugurações e polêmicas marcaram o ano

O ano de 2019 já terminou e o Agora Itu elencou os principais fatos que marcaram a cidade e as perspectivas para 2020, um ano que promete muitas “emoções”, pois acontecerá em outubro as eleições municipais (prefeito e vereadores) em todo o país.
Ao longo do ano que passou algumas polêmicas marcaram os bastidores políticos e que influenciaram diretamente o dia a dia da população ituana.
Um dos fatos foi a regulamentação e implementação efetiva da “Lei das Fachadas” que provocou polêmica entre os comerciantes. A Lei aprova parâmetros para fixação de meios de propaganda fixa e ordenação dos elementos que compõem a paisagem urbana, visíveis a partir de logradouros públicos no âmbito da Zona Histórica (ZH) e na Zona de Preservação Histórica (ZPH). Aos poucos os comerciantes foram se adequando as novas regras e houve uma limpeza visual gradativa das vias públicas, em especial a Rua Floriano Peixoto, principal ponto comercial da cidade.
Também na “Floriano” houve o início das obras de trocas de tubulação de água e esgoto, realizada pela Companhia Ituana de Saneamento – CIS. Vale ressaltar que o período das obras, em novembro, foi questionado e criticado pela população e comerciantes. As obras serão retomadas na segunda-feira, dia 6.
E a Companhia Ituana de Saneamento também foi protagonista ao longo do ano. A CIS equalizou, na maior parte do ano, o abastecimento de água em todo o município com investimentos em novos reservatórios entre outras melhorias.
Dentre as principais realizações do Governo está a entrega do Hospital Dia Dr Emilio Chierighini, focado em cirurgias de baixa e média complexidades que, até então, eram feitas apenas pelo Governo do Estado, na maior parte das vezes, fora da cidade de Itu. Também foi entregue o Centro de Diagnósticos, equipado com Tomógrafo, Raio X e Ultrassom.
Outra entrega importante foi o Mercado Municipal após uma revitalização que durou aproximadamente 18 meses.
E um dos investimentos da iniciativa privada anunciados foi a chegada do Supermercado Pague Menos com aproximadamente R$ 25 milhões.
Na Câmara, o clima também esquentou e a relação do Legislativo e Executivo tiveram momentos de tensão. Os vereadores Normino da Rádio e Wilson da Farmácia ameaçaram se tornar oposição ao governo, porém voltaram para a “base”. Maria do Carmo Piunti, oposicionista declarada, ganhou um novo aliado no ano, o vereador José Galvão, que chegou a presidir a Câmara no primeiro ano do governo Gazzola.
A presidência da Câmara, sob o comando do vereador Giva Soares, foi relativamente tranquila exceto quando ele mesmo apresentou um projeto de lei, aprovado pela maioria, que tornava o Filé a Parmegiana como Patrimônio Imaterial na cidade.
A aprovação da “Semana da Diversidade” também causou polêmica, principalmente com os vereadores da ala evangélica, porém teve aprovação.
Ainda no âmbito político, o processo envolvendo o deputado federal Herculano Passos teve um novo capítulo. O STJ manteve a condenação de improbidade administrativa de Herculano com perda dos direitos políticos, o que impede sua participação no pleito eleitoral municipal deste ano.
Em nível federal também tivemos mais uma visita do ex-presidente Michel Temer durante evento direcionado aos vereadores no fim de 2019.
E no esporte, o destaque ficou por conta do Ituano Basquete que conquistou o vice-campeonato Paulista da modalidade. O nome do esporte ituano foi Gabriel Martinelli, atacante do Ituano que foi vendido ao Arsenal da Inglaterra após ser a sensação da Copa São Paulo de Futebol Júnior e no Paulistão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s