Sábado tem Sesc Artes na Praça do Carmo

No próximo sábado (13/04), com apoio da Prefeitura, o Circuito Sesc de Artes chega em Itu, na Praça da Independência (Carmo), com atividades de artes visuais, circo, cinema, dança, música, teatro, literatura e tecnologias e artes, animando adultos e crianças. Das 16h às 21h30, todo o público poderá participar e aproveitar um dia recheado com muita arte e cultura ao ar livre.

Por onde passa, o Circuito Sesc de Artes leva atividades culturais que abordam diversas linguagens, com artistas, grupos, coletivos e companhias com longas e reconhecidas trajetórias.

A turnê do projeto desembarca em Itu com destaque para o rap e conta com shows de Max B.O., rapper que já foi apresentador do programa Manos e Minas da TV Cultura, e do DJ Nato Pk, que integra o coletivo e selo independente Pau-de-Dá-em-Doido e a crew de DJs Só Disco Salva.

O Circo Amarillo, tradicional grupo do circo paulista, também marca presença com o espetáculo Experimento Circo, onde dois personagens excêntricos constroem um jogo frenético, alternando números circenses tradicionais e contemporâneos, humor, música ao vivo e interação com o público.

Também haverá apresentações de Cinema em Realidade Virtual, Artes Visuais com a oficina Corte, Recorte, Serigrafe!; Dança com Supernada – Bichos Soltos e Sambada de Reis com o Grupo Manjarra e Cia. Mundu Rodá. Todas as atrações do Circuito Sesc de Artes são gratuitas. Confira a descrição de cada uma delas:

Cinema

Cinema em Realidade Virtual – Parceria com a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (SP). O público é convidado a experimentar a tecnologia imersiva que vem abrindo possibilidades de linguagens de cinema e novas formas de contar histórias. Será apresentado um panorama da produção recente com filmes curtos que exploram novos caminhos para a experiência em VR (“virtual reality”/realidade virtual).

Música

DJ Nato PK (SP)

Com mais de 21 anos de carreira, DJ Nato PK integra o coletivo e selo independente Pau-de-Dá-em-Doido e a crew de DJs Só Disco Salva. Produtor e beatmaker, foi pioneiro nas Batalhas de Beats em São Paulo e já fez parcerias com grandes nomes do rap paulista. Seus sets, normalmente feitos com vinis, são focados nas vertentes do rap brasileiro.

Circo

Experimento Circo – Circo Amarillo (SP)

Dois personagens excêntricos, que se dizem “primitivos do futuro”, constroem um jogo frenético, alternando números circenses tradicionais e contemporâneos, humor, música ao vivo e interação com o público. O espetáculo mistura expressões teatrais e da dança com técnicas circenses como arame, malabarismo, mão a mão, diabolô, malabarismo com fogo e tecido.

Música

Max B.O. (SP)

Com mais de 20 anos de carreira, o MC, rapper e apresentador está divulgando seu mais recente álbum, O.M.M.M., primeiro trabalho de inéditas desde 2013 e depois de diversas parcerias com outros artistas. Explorando o talento para o freestyle ainda na Zona Norte de São Paulo, Max integrou os grupos Cartel SP e Boletim de Ocorrência até seguir carreira solo. Durante sete anos, também foi apresentador do programa Manos e Minas, da TV Cultura.

Artes Visuais

Corte, Recorte, Serigrafe! – Augusto Sampaio (SP)

Os participantes da oficina vão produzir uma tiragem de cartazes impressos em serigrafia, com figuras desenhadas e recortadas, que serão usadas como estêncil para a impressão. Haverá temas especiais para crianças e para jovens e adultos, para que todo o público possa expressar sua criatividade nas serigrafias.

Dança

Supernada – Bichos Soltos – Clarice Lima & gente fina, elegante e sincera (SP)

Tem mulher-cabelo, tem pessoa-brilho e tem gente-grama. Mas quem são essas criaturas? “Bicho Solto” é uma intervenção coreográfica para crianças, pensada para espaços abertos. Quatro bailarinas vestidas com os figurinos-fantasias de seres desconhecidos interagem com o ambiente e com as pessoas, ao mesmo tempo em que invocam a memória do público e distorcem a lógica e os padrões sociais.

Sambada de Reis – Grupo Manjarra e Cia. Mundu Rodá (SP)

Inspirado na tradicional Dança do Cavalo Marinho Pernambucano, este cortejo musical tem um espírito de brincadeira e festa. Figuras mascaradas tocam instrumentos, dançam, brincam com o público e acompanham o Capitão Marinho, que compra uma série de máscaras dos personagens que aparecem para contar suas histórias em um grande baile em praça pública.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s