Secretaria de Saúde alerta sobre prevenção às arboviroses

Como o feriado do Carnaval se aproxima e muitas pessoas optam em viajar nesse período, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda que, antes de deixarem suas residências, realizem uma vistoria no local. O objetivo é verificar se há algum recipiente que possa acumular água e se tornar um criadouro do mosquito Aedes aegypti.

Além dos tradicionais vasos de plantas, baldes, calhas, caixas d’água, garrafas, essa vistoria deve incluir bromélias, bambus e outras plantas que acumulam água, ralos, coletores de água da geladeira e do ar condicionado, bebedouros de animais, entre outros.

As piscinas devem ser tratadas. As pequenas, inclusive as de plástico, devem ser vistoriadas a cada três dias e tratadas com cloro. As grandes devem ter manutenção diária com filtração e uso de produtos adequados.

O Carnaval coincide com o período de chuva e calor, combinação que propicia maior proliferação do Aedes aegypti, uma vez que o acúmulo de água parada e as temperaturas mais quentes favorecem para que os ovos do mosquito eclodam. O ovo, então, se transforma em larva, depois em pupa e mosquito. Assim, o Aedes aegypti – vetor do vírus da dengue, zika e chikungunya – ao picar alguém que esteja com uma dessas doenças, iniciará o ciclo de transmissão ao picar outras pessoas.

Quem optou por locar um imóvel no feriado de carnaval, também deve fazer uma vistoria assim que chegar ao local. É importante também pesquisar sobre a situação de transmissão na cidade destino. O uso de repelentes por todos (lembrando que há um específico para gestantes) é recomendado.