Itu ganha novo espaço cultural e exposição permanente

A inauguração da exposição permanente O tridimensional na coleção Marcos Amaro: frente, fundo, em cima, embaixo, lados. Volume, forma e cor, ocorreu na sede da Fundação Marcos Amaro, em Itu, no último sábado (23/06). A sede da Fundação está instalada na Fábrica de Arte Marcos Amaro, na antiga Fábrica São Pedro. O evento contou com as presenças de autoridades, entre elas, o prefeito Guilherme Gazzola e o secretário municipal de Cultura, Geraldo Gonçalves Júnior, e diversos artistas.

Guilherme Gazzola comentou sobre a visita que fez acompanhado por Marcos Amaro ao novo espaço cultural, que remete à antiga Fábrica São Pedro. Destacou que a utilização do espaço, que representa parte da história dos ituanos, como o “respirar da arte” é digno de agradecimento.

Na oportunidade, o artista, colecionador e presidente da Fundação, Marcos Amaro, apresentou uma obra original de José Ferraz de Almeida Júnior e inaugurou a Sala Almeida Júnior, um espaço expositivo em homenagem ao pintor ituano. Durante a solenidade ocorreram intervenções artísticas alusivas a algumas obras de Almeida Júnior como Caipira Picando Fumo e O Violeiro.

A exposição O tridimensional na coleção Marcos Amaro: frente, fundo, em cima, embaixo, lados. Volume, forma e cor, tem curadoria de Ricardo Resende e reúne aproximadamente 50 trabalhos entre pinturas, esculturas, relevos e instalações, de nomes como Adriana Varejão, Cildo Meireles, Iole de Freitas, Mestre Didi, Nelson Leirner e Nuno Ramos. Nos jardins da antiga Fábrica São Pedro há esculturas dos artistas Caciporé Torres, Emanoel Araújo, Gilberto Salvador, José Resende, José Spaniol, Marcos Amaro, Mário Cravo, Mestre Didi e Sérgio Romagnolo.

imagem_release_1332134 (1)
O evento contou com a presença de diversos artistas 
Angélica Estrada/Prefeitura de Itu 

A visitação pode ser feita gratuitamente de terça a sexta-feira, das 10h às 17h, na sede da Fundação, localizada na Rua Padre Bartolomeu Tadei, 9, Centro.

Marcos Amaro

O artista e colecionador Marcos Amaro desenvolve trabalhos, predominantemente, com objetos aeronáuticos de grande proporção. A matéria em estado bruto, a descontextualização e o precário são as características do seu pensamento poético.