Câmara poderá ter dia e horário das sessões alterados

Há mais de um mês os vereadores Thiago Gonçales, Dito Roque, Rodrigo Macruz e Henrique de Paula debatem possíveis mudança no Regimento Interno da Câmara para modernizar as sessões legislativas e possibilitar a presença e participação maior dos ituanos junto aos parlamentares eleitos pela população.
Após inúmeras reuniões e sugestões de outros vereadores, a comissão de estudo do Regimento Interno apresentou um projeto para avaliação dos demais integrantes do Poder Legislativo.
Thiago Gonçales destacou que o trabalho foi realizado em conjunto com os demais vereadores da comissão e que um dos principais pontos de debate foi o dia e horário das reuniões legislativas.
No projeto de lei apresentado, além da proposta de mudança das sessões para as terça-feiras, a partir das 14 horas, os vereadores propõe o máximo de 7 horas de sessão, tendo o expediente de 5 horas subdividido em dois momentos (pequeno e grande expediente).
Outro ponto é referente a limitação de quatro propositura de concessão dos títulos de cidadão ituano, reconhecimento público e cidadão emérito.
O vereador Rodrigo Macruz, que integrou a comissão, afirmou que é contra a mudança do horário e dia das sessões: “Fui voto vencido na reunião interna. Esperamos a avaliação dos demais vereadores. Sou contrário às mudanças e preciso deixar claro a minha posição”.
E a vereadora Maria do Carmo Piunti entende que é necessário uma divisão dos debates: “Ao invés de apresentar um projeto único, poderia encaminhar vários, por etapas. Parcelado por temas para facilitar o debate”, disse.