Educação quer mudar data de férias de professores e servidores da Educação para reduzir impacto financeiro

Além dos problemas enfrentados no quesito saúde, em especial devido ao fechamento do Pronto Socorro do Hospital São Camilo durante a anterior gestão e que não foi reaberto conforme prometido pelo prefeito, o setor da Educação é outro que enfrenta problemas neste ano.
De acordo com as informações colhidas pela reportagem, a Prefeitura, mais precisamente a Secretaria da Educação tem a pretensão de alterar o cronograma e a forma liberação das férias dos professores da rede municipal. A proposta visa a redução os custos no período de dezembro e janeiro, pois segundo dados divulgados cerca de 1900 servidores lotados na pasta estão em férias e o custo de folha de pagamento é ampliado.
Com o objetivo de equilibrar o fluxo de caixa da Prefeitura, a proposta é considerada válida, porém do ponto de vista educacional a ideia é questionada, pois deixará desguarnecida o atendimento educacional da rede básica de ensino.