Estado propõe ampliação da vacinação contra a Febre Amarela na cidade

A partir da próxima segunda-feira, dia 15, a Secretaria Municipal de Saúde inicia a intensificação da vacinação contra a febre amarela, mesmo não havendo registro de casos da doença em humanos ou primatas na cidade de Itu. A ação segue uma orientação do Governo do Estado de São Paulo.
A ação contemplará moradores de bairros localizados na região do Pirapitingui, Varejão e Taperinha, ou seja, todos próximos aos municípios com registro de casos de febre amarela em primatas, pessoas que se deslocarão para áreas de circulação de vírus e moradores da zona rural.
Um cronograma com locais e horários específicos foi elaborado para essa ação. Nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) 2, 8, 11, 12, 13 e 15, respectivamente localizadas nos bairros Jardim União, Bairro Brasil, Cidade Nova I, Jardim Novo Mundo, Portal do Éden e Potiguara, a vacinação será realizada de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Na zona rural, equipes da Secretaria de Saúde irão até os imóveis para promover a vacinação conhecida como porteira a porteira.
Para se vacinar é preciso ter acima de 9 meses de idade. A equipe da Secretaria de Saúde solicita que o munícipe apresente a Carteira de Vacinação e um documento pessoal com foto no ato da imunização.
A expectativa é que 60 mil pessoas sejam imunizadas em Itu, mas como as doses da vacina contra a febre amarela são disponibilizadas pelo Governo do Estado, haverá uma quantidade de doses por dia. Em seis pontos fixos de vacinação será aplicada uma média diária de 800 doses.
Ministério – O Ministério da Saúde também anunciou que entre fevereiro e março deste ano, 76 municípios dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia irão realizar campanha de vacinação com doses fracionadas e padrão contra a febre amarela.
O objetivo é evitar a expansão do vírus para áreas próximas de onde há circulação atualmente. No total, 19,7 milhões de pessoas destes municípios deverão ser vacinadas na campanha, sendo 15 milhões com a dose fracionada e outras 4,7 milhões com a dose padrão. A adoção do fracionamento das vacinas é uma medida preventiva que será implementada em áreas selecionadas, durante período determinado de 15 dias.
A reportagem do Agora Itu questionou se o município ituano estaria inserido na programação, porém o Ministério confirmou que Itu não está entre as cidades relacionadas.