Companhia Ituana de Saneamento destaca ações e prevê novos investimentos em 2018

Desde a sua inauguração em 2 de fevereiro de 2017, a Companhia Ituana de Saneamento – CIS passou de desacreditada a uma empresa que foi construindo uma identidade positiva e transparente junto a população.

Quando assumiu o tratamento e abastecimento de água do município, após a saída da Águas de Itu, encontrou diversos problemas em estações de tratamento de água e esgoto (ETA/ETE), reservatórios, redes, e nos mananciais que abastecem a cidade.

Na área operacional, a CIS garantiu a transição da gestão sem rupturas no abastecimento. Regularizou o abastecimento de água na Região do Pirapitingui aumentando a vazão na ETA 8 do Hospital, e na ETA 3 no Portal do Éden. Recuperou uma das represas na bacia do Gomes e também na bacia do Itaim e reativou a captação de água da bacia do São José, e os poços da Fazenda Tietê.  Também implantou medições periódicas dos mananciais, garantindo mais segurança no abastecimento, além de iniciar o tratamento da água dos poços do Santo Antônio para abastecimento direto do condomínio Campos de Santo Antônio 2 e ações para melhorar a condição hídrica da bacia do Itaim.

Já na área comercial, a CIS adotou o novo sistema de gestão (Icolibra), permitindo o lançamento da Agência Virtual para cadastro de clientes, emissão de contas, verificação do histórico de consumo, atualização do endereço da entrega de cobranças, emissão de certidões (positiva/negativa) de débitos e também simulação de cálculos da conta de água. A Companhia também concluiu o credenciamento de fornecedores para caixa de hidrômetro, que será comprada diretamente pelo munícipe nas lojas de materiais de construção, além de fechar convênio com os principais bancos para arrecadação e pagamento das contas de água.

A CIS também ampliou seus canais digitais (site/Facebook) para divulgar informações e agilizar o atendimento dos munícipes.  Filiou-se à Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (ASSEMAE) e concretizou convênio com a agência reguladora ARES PCJ, que fiscaliza os serviços da autarquia em Itu: “Iniciamos a gestão da CIS com um sistema bastante debilitado. Conseguimos resultados bastante positivos neste ano e os desafios não param. Para os próximos anos, prevemos implantar de um programa de eficiência operacional focado em redução de perdas e eficiência energética, colocar em funcionamento uma nova ETE para o tratamento do esgoto da região do Pirapitingui, reformar todas as instalações de tratamento, bombeamento e reservação, além da construção de reservatórios e novas adutoras para melhorar a distribuição de água. Além disso, iremos melhorar ainda mais o atendimento ao munícipe, com instalação de totens de atendimento nos postos presenciais, a fim de reduzir filas e agilizar processos. A CIS trabalha em prol do cidadão ituano e estamos sempre à disposição para ouvir os munícipes”, destaca Vincent Menu, superintendente da CIS.