Criado o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico Cultural

Em meio ao anúncio do restauro do Mercado Municipal de Itu, que terá um custo aproximado de R$ 4,8 milhões com apoio do Governo Estadual via Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias – DADE, a Câmara aprovou na última semana – em segunda discussão – a criação do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico Cultural.

O órgão colegiado terá como função principal o assessoramento e deliberação sobre quesitos relacionados a preservação do patrimônio histórico do município, dotados de excepcional valor histórico, arquitetônico, paisagístico entre outras características.

O novo conselho atuará na revitalização do Mercado Municipal, cuja as obras devem demorar cerca de 20 meses após a conclusão do processo de licitação da empresa que será a responsável pelo trabalho, procedimento que será realizado no início de 2018. Integrarão o novo conselho representantes das secretarias de obras, meio ambiente, cultura, turismo e justiça, além da Associação Comercial e dos Engenheiros e Arquitetos do município.