Dia histórico: Presidente Michel Temer transforma Itu na capital do país na Proclamação da República

O dia 15 de novembro de 2017 ficará marcado na história do município de Itu, de 407 anos de fundação. Além da Proclamação da República – data que simboliza muito para os ituanos, pois a cidade foi palco do movimento da Convenção Republicana em abril de 1873 com a formação do Partido Republicano Paulista que culminou com a proclamação em 1889 – a data será recordada pela primeira visita oficial de um presidente constituído ao município.
Natural de Tietê e com várias visitas à cidade nos últimos anos, sendo a última em 2013, Michel Temer esteve na cidade na manhã de quarta-feira, sob forte aparato policial com o apoio Regimento Deodoro do Exército Brasileiro, e transferiu simbolicamente a capital do país para a Terra dos Exageros.
Acompanhado do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin e do ministro da Secretaria do Governo Federal, Antônio José Imbassahy da Silva, Temer pousou em solo ituano por volta das 10 horas no helicóptero oficial no campo do Regimento Deodoro e se dirigiu a sede do Paço Municipal de Itu, onde foi recepcionado pelo prefeito Guilherme Gazzola e o secretário de Governo Rodrigo Tomba.
A comitiva presidencial foi direto ao gabinete do prefeito onde, simbolicamente, despachou documentos e ouviu os pleitos do prefeito ituano e também de Salto, Geraldo Garcia.
Segundo Guilherme Gazzola, o bate papo foi tranquilo: “Falamos sobre a situação do Brasil obviamente e também apresentamos três pleitos para o presidente que consideramos de importância para Itu”.
O presidente conheceu rapidamente as dependências da Prefeitura, sem o acesso da imprensa, e chegou por volta das 11 horas no Auditório da Secretaria da Educação para a solenidade de entrega do título de Cidadão Ituano ao amigo e empresário José Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente da Fiesp e ex-colega de advocacia de Temer nos anos 60.
Após a solenidade retornou à Brasília sem conceder entrevista.