Vereadores já estão de olho na cadeira da presidência

O ano passou e 2018 já está quase aí. Nos bastidores da Câmara de Vereadores a expectativa já é grande para uma nova presidência no próximo ano. A cadeira central do Plenário já tem três fortes candidatos: José Galvão, atualmente no cargo, Giva e Henrique de Paula.

Galvão articula com os colegas sua candidatura, mesmo sabendo que para isso precisaria mudar o Regimento Interno e a Lei Orgânica do Município. “Antes era permitida a reeleição, mas os vereadores da legislatura passada a mudaram no final de 2016”, explica.

Além da mudança nas regras, Galvão aposta que dar seguimento à sua presidência seria benéfico para os vereadores. “Eles estão vendo o trabalho que estou fazendo neste ano, focado na transparência, e isto é bom para todos, pois o presidente representa toda a Casa”, diz.

“Estou conversando com os vereadores, argumentando que este primeiro ano tive que resolver muitos problemas e dar continuidade seria positivo. Na região, todos os mandatos são de dois anos consecutivos”, argumenta.

De olho na mesma cadeira também está Giva, que a ocupou em 2011 e 2012. A experiência é sua grande aposta. “Já temos experiência e acho que isso será importante para o Guilherme. Estamos fazendo reunião com o grupo do Governo, mas ainda é cedo”, diz. “Eu quero e estou pleiteando a vaga, mas quem decide é o Prefeito. Sou do grupo dele e o que for decidido eu vou acatar”.

Para o novato Henrique de Paula, alcançar a presidência seria um fato inusitado: seu pai, Paulo Henrique, e sua mãe, Balbina dos Santos já estiveram no cargo: o primeiro, de 1997 a 2000 e sua mãe de 2005 a 2006.  “Já estamos conversando a respeito, porém não tem nada certo ainda, tem muita a especulação mas vai depender de vários fatores, como por exemplo, futuros candidatos a deputados, então ainda não tem nada resolvido. Também tem a questão do prefeito como somos da base do governo temos que conversar com o executivo e também com os vereadores da situação. Tem vários vereadores que querem a presidência e todos tem muita competência para assumir o cargo. ”, diz.  E finaliza. “O importante é que o presidente da câmara caminhe em parceria com todos os vereadores e principalmente com o prefeito Guilherme para construir uma Itu melhor para todos.” 

A votação para presidente da Câmara deve ser realizada até o dia 15 de dezembro.